Segurança Pública define ações para redução de homicídios e crimes patrimoniais no Sertão da Paraíba

Data: 29 de março de 2019

 

29 de março de 2019

Discutir ações estratégicas de enfrentamento da violência no sertão do Estado foi o objetivo da reunião realizada na tarde dessa quinta-feira (28), em Patos, com gestores da Segurança Pública e da Defesa Social da Paraíba (Sesds). No encontro, o secretário Jean Nunes, o comandante da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, o delegado geral de Polícia Civil, Isaías Gualberto, e o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Marcelo Araújo, reforçaram a integração entre as instituições para realizar trabalhos voltados à redução de indicadores de crimes contra a vida e contra o patrimônio, entre eles a força-tarefa criada para combater as ocorrências contra instituições financeiras. Representantes da Secretaria de Administração Penitenciária também estiveram presentes no evento, que aconteceu na Faculdade Integrada de Patos (FIP).
Durante a reunião, o Núcleo de Análise Criminal e Estatística da Sesds apresentaram aos gestores da 3ª Região Integrada de Segurança Pública (Reisp) novos indicadores, que serão utilizados para qualificar a contagem de ocorrências, abrangendo crimes contra a vida, desaparecimento de pessoas, ocorrências de trânsito, subtração e recuperação de veículos, crimes patrimoniais contra instituições financeiras, resgates, socorros, elucidações de assassinatos, entre outros.
“Precisamos ouvir a tropa, estar junto dela nos momentos operacionais e também administrativos. Esse momento de reunião é muito importante, porque conseguimos ouvir cada policial civil, militar e bombeiro, com as suas necessidades e melhor planejar. Na medida em que apresentamos novos indicadores e intensificamos as ações, sentimos o estímulo que todos têm, participando da reunião, recepcionam as informações e demandas, e renovam o espírito para continuar o trabalho de redução dos índices de criminalidade na Paraíba”, afirmou Jean Nunes, frisando que outros encontros entre gestores das forças de Segurança Pública foram realizados em João Pessoa e em Campina Grande.
O chefe da pasta também destacou as ações da força-tarefa de enfrentamento dos crimes contra instituições financeiras. “Foram designadas unidades da capital, Campina Grande e Patos para atuar nessa frente, porque há uma necessidade de andar juntos nessas três regiões, com uma comunicação cada vez mais rápida e compartilhamento de informações. Também estamos integrando com estados vizinhos e ações já em conjunto com Pernambuco, que tem uma força-tarefa, e vamos procurar Rio Grande do Norte e Ceará para agregar a esse trabalho, de forma dinâmica e institucional”, destacou Jean Nunes. Fonte assessoria de comunicação da Polícia Militar da Paraíba



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


  • Pesquisar:
  • Enquete

    Quem será o prefeito de POMBAL em 2020?

    Ver resultados

    Carregando ... Carregando ...