Pollyanna Dutra discute os impactos socioeconômicos do Bolsa Família e interioriza o acesso a programas sociais no Sertão da Paraíba Secretária participou do I Encontro Regional do Bolsa Família e lançou o edital social e o projeto Acolher em Catolé do Rocha

Data: 28 de maio de 2024

 

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humqno (SEDH), Pollyanna Dutra, participou, como palestrante, do I Encontro Regional do Bolsa Família, e lançou o edital social e o projeto Acolher, ambos na cidade de Catolé do Rocha, sertão da Paraíba.

Durante o encontro do PBF, que aconteceu no campus da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Pollyanna explicou que, através de um recorte demográfico pelo Cadastro Único (CadÚnico), é possível registrar a quantidade de famílias, em vulnerabilidade social, que recebem o benefício, e, é dessa forma, que a gestão estadual consegue atuar na execução de políticas públicas que melhorem os indicadores sociais. “O CadÚnico é a porta de entrada para os demais programas. A gente tem uma composição, um extrato demográfico no cadastro, que é possível a gente aproveitar essa população se a gente direcionar essa população aos direitos, e é isso que a gente está tentando fazer nessa gestão. Que consiga dialogar com as demais políticas do Governo Estadual, do Governo Municipal e do Governo Federal, das três instâncias. Não é só você dar acesso ao cartão ao dinheiro e largar a família, como se os R$ 600, R$ 700 fosse suficiente para que a pessoa quebrasse o ciclo da pobreza. Ninguém consegue ter sua autonomia, ninguém consegue quebrar o ciclo de pobreza se a gente não ofertar para essa pessoa o ambiente necessário para ela sair dessa situação”, afirmou a secretária.

A reitora da UEPB, Célia Regina, agradeceu a participação e o apoio da secretária no estudo realizado sobre o programa. “Fica aqui a minha gratidão a Secretaria de Desenvolvimento Humano, como também a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e Ensino Superior, que tem nos ajudado a adquirir equipamentos para que a gente possa desenvolver pesquisas. Este projeto em questão avalia a mudança na qualidade de vida de pessoas que foram atingidas pelo programa Bolsa Família”, disse.

A secretária reforçou, no lançamento dos editais, o acesso à informação contribuindo a interiorização dos programas sociais para toda a Paraíba. “Esse recurso vai fazer com que as pessoas consigam direcionar o seu próprio caminho. São 6 milhões de reais, não é um valor alto, mas certamente o que a gente vai ofertar pode redirecionar outras em caminhos. Não é a gente que vai dizer o que vocês vão solicitar, mas vocês que vão partilhar, de acordo com as suas experiências vividas, todo o ensinamento e fazer parte do orçamento, que é do povo e que tem que estar na mão do povo. E trazer esse lançamento para a Paraíba, do litoral ao sertão, é fantástico. Todo mundo vai poder participar e isso vai valer a pena”, contou. Fonte João Alencar



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.


  • Pesquisar: