Obra de reforma do “Pereirão” volta a paralisar, e situação provoca revolta de torcedores do Pombal Esporte Clube

Data: 15 de dezembro de 2023

 

15 de dezembro de 2023 – 05:53 Naldo Silva Notícias, Política, Pombal, Sertão

Uma obra planejada há muitos anos e autorizada a iniciar seus trabalhos desde janeiro de 2021 (foto ao lado) completará seu 3º ano de execução com pouco mais da metade concluída: a reforma do estádio municipal “O Pereirão” parece ainda estar longe de ser entregue aos desportistas de Pombal, que agora – mais do que antes – necessitam do espaço para a prática de atividades esportivas, além do interesse principal que é de ser praça dos jogos do Pombal Esporte Clube, equipe da cidade que pela 1ª vez na história disputará a primeira divisão do campeonato paraibano em 2024.

A primeira empresa vencedora da licitação abandonou o serviço, sendo necessário novo procedimento.

Ao longo dos últimos meses foram várias notificações expedidas pela gestão municipal para que a obra fosse retomada. Quando foi, o ritmo dos serviços desagradou a todos, pois dispunha de poucos trabalhadores no serviço.

Mas, no último dia 6 de dezembro uma ação nova animou os amantes do esporte e os aliados do atual prefeito Verissinho, que viralizaram nas redes sociais locais imagens da chegada de caminhões transportando a grama para o campo.

Até mesmo o recém-nomeado diretor de Esportes da prefeitura, o suplente de vereador Lira – que aderiu há pouco tempo para o grupo político liderado pelo gestor municipal – pôs a “mão na massa” para carregar carroças com o produto (foto acima).

A esperança de que a obra fosse rapidamente concluída, a tempo do time pombalense jogar em casa na estreia, dia 17 de janeiro, estava viva.

Porém, uma semana após o momento de euforia, uma nova notificação assinada pelo prefeito Verissinho, pela Secretária de Planejamento, Aline Florentino, e até pelo engenheiro responsável pela fiscalização do serviço, foi publicada em diário oficial nesta quinta-feira (14) e sua divulgação, através dos informativos da rádio Liberdade FM, provocou revolta de setores esportivos, principalmente ligados ao time e à sua torcida.

O Blog do Naldo Silva apurou que alguns líderes de torcida chegaram a se articular em grupos sociais para promover um manifesto em frente à prefeitura contra o atraso na obra.

No documento, o prefeito e seus auxiliares notificam a construtora quanto à mão-de-obra insuficiente para execução dos serviços que constam em contrato, “uma vez que a mesma se encontra em atraso, sendo necessário, em caráter de urgência urgentíssima, o aumento da frente de serviço para a conclusão desta obra dentro do prazo de vigência do contrato”.

Diz ainda que desde o início da obra pela referida empresa (22 de agosto de 2022) até a presente data transcorreram 478 dias e a mesma encontra-se com aproximadamente 55% dos serviços concluídos.

Destaca que com relação à iluminação do estádio, “constata-se um gigantesco atraso no serviço de instalação dos postes, de modo que desde o mês de abril do corrente ano (quando foi autorizada a instalação dos postes com 18 metros de altura), até a presente data, a frente de serviços para a instalação dos mesmos foi praticamente nula”.

Já com relação a grama, a notificação informa que desde o dia 8 não houve mais o plantio, “atrasando o andamento para a conclusão do campo de forma minimamente considerável”.

“Dessa forma, solicitamos explicações sobre o motivo dessa lentidão em relação a chegada da grama para o plantio, da mesma forma solicitar a vinda de mais quantitativo durante a semana para a conclusão do serviço mais rapidamente”, diz a publicação oficial.

Por fim, determina que seja reestabelecido a mão de obra com frente de serviços compatível com o que vai ser executado, “sob pena e sanção legal da lei e do contrato estabelecido entre a Prefeitura de Pombal e a empresa”. Fonte Naldo Silva



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.


  • Pesquisar: